Em 2022 a Campanha Janeiro Branco chega em sua 9 edição focada nos cuidados com a saúde mental do brasileiro.

O objetivo da campanha, nos moldes do Outubro Rosa, é colocar o tema em evidência, chamando atenção das autoridades, da sociedade e das instituições para tudo que diz respeito aos universos mentais, comportamentais e subjetivos dos seres humanos. O esfacelamento da saúde mental piora a harmonia das relações humanas e tem consequências físicas no sono, por exemplo. Com um olhar para o problema pode-se implementar estratégias de saúde pública e privadas para proteger, fortalecer e promover a Saúde Mental das pessoas.

A dimensão do impacto da pandemia e do isolamento social nos adultos jovens e nas mulheres sinaliza segmentos demográficos de maior vulnerabilidade, mas também profissionais de saúde têm enfrentando grandes desafios no campo da depressão, da fadiga e do esgotamento.

Se este é o seu caso, busque imediatamente os recursos disponíveis nas localidades de atenção, como os Centros de Atenção Psicossociais (CAPS). Sabemos que a saúde mental e o bem-estar psicológico dos profissionais da saúde podem ser afetados pela exposição às seguintes situações: risco aumentado de ser infectado, adoecer e morrer; possibilidade de inadvertidamente infectar outras pessoas; sobrecarga e fadiga; exposição a mortes em larga escala; frustração por não conseguir salvar vidas, apesar dos esforços; ameaças e agressões propriamente ditas perpetradas por pessoas que buscam atendimento e não podem ser acolhidas pela limitação de recursos; e, sentimento de isolamento, pelo afastamento da família e amigos.

Saúde mental dos idosos

Para as pessoas acima de 60 anos, o impacto da pandemia sobre a sociabilidade foi ainda mais intenso. Eles precisaram ficar em casa, evitar contato com aqueles que amam, e mudar o que faziam dia após dia. Une-se esse quadro ao fato de que o processo de envelhecimento, por si só, já pode afetar a saúde mental dos idosos, seja pelo desenvolvimento de doenças, ou pela sensação de impotência pelo avanço da idade. 

Assim, é importante não apenas esperar que eles reajam de forma positiva, é vital haver atenção para o comportamento deles. 

Sinais de alerta

Uma ótima forma de contribuir com a saúde mental dos idosos é estando alerta a qualquer sinal de algo incomum acontecendo, como:

  • Choro recorrente;
  • Tristeza sem motivo;
  • Negligência com higiene pessoal;
  • Irritabilidade;
  • Mudanças de humor sem razão;
  • Mania de doença;
  • Vontade de permanecer na cama durante o dia todo. 

Meios de ajudar 

Ao perceber que há algo fora do comum acontecendo com o idoso, é essencial colocar em ação algumas formas para ajudá-lo, como: 

  • Ajude a criar uma rotina saudável;
  • Incentive a prática de hobbies;
  • Mantenha contato, nem que apenas por telefone ou chamada de vídeo;
  • Escute-o quando estiver desabafando;
  • Sugira a procura por um terapeuta. 

É importante cuidar dos mais velhos não apenas visando a saúde física, como também a saúde mental dos idosos. Atente-se!

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

Para emergências:        +55 21 3262-0100